Tudo o que você precisa saber sobre treinamento de oratória

Seja no trabalho ou nas relações pessoais do dia a dia, você precisará fazer um discurso em algum momento ou outro. Caso sofra com o medo de falar com as pessoas, saiba que é possível superá-lo com um treinamento de oratória.

Há uma quantidade inumerável de treinamento de oratória que você pode escolher. No entanto, antes de prosseguir, responda a uma pergunta simples.

Você já ouviu falar de um palestrante realmente profissional e desejou que pudesse conversar com ele? Se a resposta for sim, então é hora de se inscrever em um dos muitos cursos disponíveis no mercado.

Então, como você avalia a qualidade desses treinamentos? É muito difícil, pois a maioria deles promete a lua e tem ofertas atraentes em termos de preço. Não é fácil encontrar algo de qualidade, que atenda a todos os requisitos necessários para tornar os alunos ótimos oradores. 

Dada a seguir, estão alguns fatores que você deve saber sobre o treinamento de oratória. Assim, entenderá sua importância e ainda poderá escolher um serviço de excelência.

 

Treinamento de oratória: o que você precisa saber sobre ele

 

Com o que esses treinamentos lidam?

Na maioria das vezes, o objetivo final desses cursos é melhorar as habilidades de fala de um indivíduo. Faz-se isso através de uma abordagem combinada de tarefas em sala de aula, muitas leituras, bem como aplicações práticas.

Com estes treinos, as pessoas superam seus medos de falar em público e obtém mais firmeza no tom de voz.

 

O que os alunos aprendem?

Por meio do treinamento de oratória, os alunos aprendem uma variedade de coisas. Eles começam a pensar de maneira crítica sobre certos tópicos selecionados, escolhem sabiamente os que são de interesse comum, etc.

Muitos alunos também são incentivados a ler sobre temas atuais, bem como assuntos que interessam ao público em geral. A ideia é torná-los tão proficientes e versados quanto possível. 

Desta forma, os treinos destinam-se a familiarizar as pessoas com qualquer assunto. Por isso, quando a oportunidade se apresentar, elas poderão prontamente dar um discurso sem esforço.

 

Linguagem corporal e personalidade

O treinamento de oratória também enfatiza a linguagem corporal do indivíduo. Na maioria das vezes, um orador público envia sinais para quem o assiste sem perceber conscientemente. 

Um ombro encolhido, sem fazer contato visual e com a cabeça baixa, pode significar falta de confiança na pessoa. Assim, os treinamentos destinam-se a desenvolver a autoestima no aluno também.

 

A capacidade de defender

Todo discurso é quase sempre seguido de sessões de perguntas e respostas em que o orador precisa defender suas declarações. Isso requer uma firme crença no tópico que está sendo discutido. 

Assim, o treinamento de oratória destina-se a ajudar os alunos, a justificar e defender os seus pontos de vista. Mas isso, de uma forma objetiva e construtiva, em vez de apenas discutir.

 

Medir o temperamento da audiência

Muitos oradores públicos de sucesso têm uma capacidade inata de avaliar o temperamento de um público. A maioria dos bons oradores sabe identificar qual gesto significa qual temperamento. 

Assim, um olhar distraído, inquietação e até baixos sussurros podem dizer que o público está desinteressado. Por outro lado, quando um orador faz uma piada e as pessoas passam a rir, isso significa que um público responsivo está presente. 

O treinamento de oratória destina-se a ajudar os alunos a estimar com sucesso o nível de interesse do público. Desta maneira poderão tentar algumas formas de captar seu interesse.

 

Senso de humor

Se você tem um público que está te vaiando, fica reclamando ou muda a situação e faz parecer uma piada? É nesse ponto que o bom orador se destaca: faz o melhor com aquilo que se recebe. 

Muitos cursos irão treinar os alunos sobre como lidar com situações diferentes enquanto estão no palco. Então, se um indivíduo da plateia está sendo hostil ou desanimador, o senso de humor pode resgatá-lo. Literalmente se ganhará o público a seu favor.

 

Abordagens ensinadas no treinamento de oratória

O treinamento de oratória traz uma abordagem metódica que visa desenvolver as habilidades de comunicação dos candidatos a palestrantes. Também procura aprimorar as habilidades já existentes dos palestrantes profissionais. 

Esse tipo de treinamento é projetado para tornar a arte de falar em público uma atividade excitante e agradável. Isso tanto no processo de aprendizado como na aplicação real.

 

+ Veja também: O que você não sabia sobre boa comunicação

 

A abordagem dominante, no caso, é a abordagem situacional e prática. Nos cursos de oratória, os participantes recebem diferentes cenários e temas para falar. Então são utilizadas metodologias repetitivas e variadas de aprendizado, tanto nos domínios cognitivo quanto psicomotor. 

 

Objetivos e características

Existem dois objetivos principais: o primeiro dos quais é eliminar, ou pelo menos minimizar, o medo e a ansiedade de estar no palco. O segundo objetivo é equipar os participantes com guias para maneirismos verbais e não verbais. Estes os ajudarão a romper a dificuldade percebida de falar em público.

Uma característica de qualquer treinamento de oratória tem é a apresentação e discussão dos tópicos da tabela. Neste, os participantes são escolhidos para optar por um dos muitos temas pré-selecionados. 

Depois de terem feito sua seleção, eles devem entregar um discurso improvisado dentro de um tempo específico. A ideia é desenvolver a capacidade dos indivíduos de organizar seus pensamentos de maneira lógica e rápida. 

Este aspecto do treinamento deve simular situações em que se precisa falar de súbito, preparando os alunos para tal. Além disso, deve ajudar a descongelar os participantes e fazê-los sentir-se mais à vontade diante de muitas pessoas.

 

Métodos mais eficazes

O uso de mnemônicos é outro método considerado para adicionar à eficácia do treinamento de oratória. Os alunos aprendem como criar atalhos que os ajudarão a movimentar suas memórias ao falar em público. 

Estes são guias muito poderosos que os farão navegar em seus discursos. Eles também contribuirão para que os participantes aprendam como proferir suas falas de forma concisa, com entusiasmo, unidade e espontaneidade.

Ainda outro método ensinado no treinamento de oratória é o uso de técnicas neurolinguísticas. Tais técnicas dizem respeito às formas de controlar e ler o público, estabelecendo empatia. Pode-se usar cores para dar ênfase em ideias importantes, além de utilizar outras dicas não-verbais.

E, claro, nenhum treinamento deste é completo sem os fundamentos básicos da construção da confiança. Os blocos de construção incluem:

  • Discussões sobre como controlar a voz para que ela transmita a mensagem certa para o público;
  • Como se vestir bem para uma apresentação;
  • Como preparar apresentações do PowerPoint;
  • Como usar apresentações do PowerPoint como uma ferramenta para enfatizar ideias;
  • Entre outros.

Falar em público é uma forma de arte para a qual existem muitas abordagens diferentes no treinamento de oratória. Essas abordagens ressaltam o fato de que dominar tal arte é uma habilidade adquirida. É algo desenvolvido através da aprendizagem e da prática, em vez de algo com que se nasce.

 

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Lucivaldo Santos

Meu nome é Lucivaldo Santos, sou CEO do Grupo Cimas e especialista em comportamento humano.

Dou palestras faz muitos anos…LEIA MAIS »

Receba os artigos
por e-mail

Artigos recentes

Contato

Entre em contato conosco e envie suas sugestões, dúvidas ou reclamações.