Qual é a verdadeira felicidade e como vivê-la?

O ser humano desde tempos incontáveis procuras pela verdadeira felicidade.

Essa busca constante de se livrar do vazio que atormenta os pensamentos, fez com que diversos mestres surgissem para que de alguma forma o sofrimento acabasse.

Assim, escolas filosóficas, religiões e toda forma de conhecimento nasceram para responder um dos maiores anseios que temos.

Até mesmo, na política, na economia, nas conversas do cotidiano, há a busca pelo bem-estar, para que não se tenha dor.

Por outro lado, vemos a humanidade lutando contra si, alguns países em guerras contra outros e contra si.

A criminalidade crescendo e nos jornais vemos notícias, uma atrás da outra, sobre desgraças e terror.

Fazem nos questionar se é possível ser feliz.

Dessa forma, neste artigo vamos falar sobre a verdadeira felicidade e como vivê-la, vamos lá?

Afinal, o que é felicidade?

Quando entramos nas redes sociais, como Instagram e Facebook e deslizamos o feed, vemos nas publicações pessoas expondo seus melhores momentos.

Por vídeos e por fotos, na tela de nossos celulares, conseguimos ver sorrisos e lugares, abraços e carinhos, e dentro de nós pode surgir um sentimento de querer viver algo parecido.

Você alguma vez já se perguntou o que é felicidade?

No pensamento grego antigo, onde a filosofia nasceu, a palavra de felicidade era chamada de eudaimonia.

A eudaimonia é um estado da alma, mas não um estado voltado para alegrias e prazeres, mas uma máxima virtude.

Essa máxima virtude significava a melhor forma que alguém poderia viver.

Há mais de dois mil anos, já se discutia e se falava que a felicidade não está em quem tem mais ou quem possui mais coisas.

Mas em como pode se viver intensamente sem vícios.

Quantas pessoas já vimos se afundar buscando apenas dinheiro ou bens transitórios, por coisas que passam?

Claro, que dentro da vida de todos nós, o dinheiro é importante para que possamos viver uma vida mais confortável e tranquila.

Porém, ele apenas sendo um fim e não o meio, pode levar nossas vidas ao extremo sofrimento.

Dessa forma, a verdadeira felicidade não se pode ser confundida com alegria.

Enquanto a alegria é um sentimento ou sensação que surge e nos dá prazer, a verdadeira felicidade pode ser vista como algo independente a isso.

Você sabia que há uma fórmula para a felicidade?

Felicidade = Realidade – Expectativa

Vendo por esse lado isso, deixa simples algo que nos causa tanto tormento.

Mas, você já parou para pensar que grande parte da infelicidade que você carrega agora vem de uma frustração?

Durante toda nossa vida acontecem diversas situações que não gostaríamos que tivesse acontecido.

Um término de um casamento, a morte de um familiar, não ter passado em uma prova, não ser promovido e tantas outras situações que nos colocam para baixo, são frutos de não aceitar a realidade como ela é.

Não reconhece que há situações que não estão em nosso controle.

Dessa forma, a maioria de nós, não vive aqui e agora, mas estão sempre no futuro imaginando como a vida poderia ser.

Não aproveita os momentos e as coisas que tem com toda a intensidade, com toda a gratidão.

Por vezes se culpam demais, se cobram demais, por não perceberem que estão presas no passado, repetindo os mesmos hábitos.

Então, como viver a verdadeira felicidade?

Vivendo a verdadeira felicidade

Para conseguir viver a verdadeira felicidade é preciso que você consiga reconhecer e admitir para si algumas coisas.

Acima comentamos sobre a expectativa e frustração que se tem sobre a vida, por isso o seu primeiro passo é começar a diminuir as suas expectativas sobre as coisas.

Foque no processo

Em vez de focar apenas nos resultados, comece agora a procurar a realizar, a ser mais competente naquilo que você está fazendo.

Quando você desenvolve a competência, mesmo que o futuro seja incerto, mais capacitado para enfrentá-o você estará.

Reconheça o valor das pequenas coisas

Comece a perceber que as pequenas vitórias e os pequenos acontecimentos na sua vida são importantes, pois, são eles que fazem parte da maior parte do seu dia.

Não é todo o dia que você é promovido, não é todo dia que o seu negócio faz as maiores vendas, mas sim gradualmente, nas pequenas atitudes.

A tristeza e a dor fazem parte

Sim, não é porque uma pessoa é feliz que ela não sentirá tristeza ou dor.

A diferença aqui está no tempo e como se lida com isso, como?

Quando você bate o dedo mindinho na quina de uma cadeira, você sente dor, quando você cai e bate o joelho no chão, você sente dor e tudo isso passa.

Quando algo acontece a você, alguém fala algo lhe machuca, você fica triste e doí, quando um amor não é correspondido, você fica triste e também doí, mas isso também pode passar.

O que nos faz pensar ao contrário sobre as coisas emocionais que nos acontecem é que muitas vezes em vez aceitar e deixar passar.

Normalmente as pessoas tendem a remoer, e quando o passado fica atormentando o presente, imaginando outros futuros, isso é chamado sofrimento.

É aqui nesse ponto que a verdadeira felicidade é ofuscada pelo sofrimento, mas saiba que tristezas e dores passam e que carregá-las não é saudável.

Esteja no momento presente

Estar no momento presente, é não estar preso nos processos mentais do passado.

É não ser escravizado pelos pensamentos que nos dizem como as coisas poderiam ser, é você não está aprisionado em como poderia ter feito algo diferente.

O momento presente é aqui, você já reparou que nada acontece a não agora?

Quando você pensa no passado, você pensa agora, quando você pensa no futuro, você pensa agora.

Por isso, o passado e o futuro não existem.

Mas como colocar isso em prática?

Quando estiver fazendo algo e for tomado por um pensamento, volte a sua atenção para a sua respiração.

Focar na respiração é um bom alicerce, pois, ela é algo que está acontecendo a todo momento.

Há um provérbio da Tailândia que diz: “A falsa felicidade faz a pessoa seguir um mapa e a torna feia e presunçosa. A verdadeira felicidade faz a pessoa se tornar feliz e a faz transbordar sabedoria e compaixão”.

Você já teve algum momento de verdadeira felicidade? Compartilhe essa experiência conosco nos comentários.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Lucivaldo Santos

Meu nome é Lucivaldo Santos, sou CEO do Grupo Cimas e especialista em comportamento humano.

Dou palestras faz muitos anos…LEIA MAIS »

Receba os artigos
por e-mail

Artigos recentes

Contato

Entre em contato conosco e envie suas sugestões, dúvidas ou reclamações.