Correção De Vícios De Linguagem

A maioria das pessoas possui algum tipo de vício de linguagem. Eles se acentuam ainda mais quando estamos nervosos ou em uma situação de pressão. Mas, a correção de vícios de linguagem pode ajudar nisso.

Desenvolver a sua comunicação de maneira exemplar requer um policiamento constante. Isso ocorre porque o português, em especial, é um idioma muito difícil – até mesmo para quem o tem como idioma materno.

Mas, quando falamos de oratória por questões profissionais, por exemplo, encontrar uma correção de vícios de linguagem se torna uma questão ainda mais importante.

Afinal de contas, eles podem comprometer a sua comunicação e até mesmo desviar a atenção do interlocutor do assunto que você deseja debater ou questionar.

Dicas Para Encontrar A Correção De Vícios De Linguagem

Existem alguns vícios de linguagem que são mais evidentes, enquanto outros são discretos e mais difíceis de serem percebidos. Em qualquer uma das situações, o ponto mais importante é identificar o problema.

Somente ao perceber qual é a palavra em que você está viciado é que você conseguirá se livrar disso. Então, comece a prestar atenção no que você fala ou, quem sabe, grave um áudio de um discurso seu para perceber os vícios.

  • Use a respiração:

Portanto, uma vez que você identifique qual é o seu vício de linguagem é hora e trabalhar para eliminá-lo. Uma das dicas de correção de vícios de linguagem que você pode usar é a sua respiração.

Naquele lugar da frase onde você usaria um “Né” ou um “tá” ou qualquer outro termo, respire calmamente. Aos poucos você conseguirá controlar isso para que o termo viciado simplesmente suma de seu vocabulário.

Amplie O Seu Vocabulário – E Empregue Aquilo Que Aprender

Outra dica interessante de correção de vícios de linguagem é que você amplie o seu vocabulário. Como fazer isso? Lendo, ouvindo palestras e podcasts, acompanhando pessoas que falam corretamente em vídeos etc.

Toda vez que se deparar com um termo novo, que você não conheça, tente empregá-lo em suas frases. Gradualmente você construirá um vocabulário muito mais fluido e rico.

  • Policie o seu discurso no dia a dia:

Para que você consiga realmente acabar com os vícios de linguagem é importante que comece se atentar ao seu discurso no dia a dia, e não somente nos momentos profissionais ou acadêmicos.

Então, mesmo quando estiver dialogando com a família, com os amigos ou com o namorado tente falar sem reproduzir os vícios. Lembre-se que você não precisa “Introduzir” as frases, nem usar expressões como “virgula” em seu diálogo.

Correção De Vícios De Linguagem

Por Que Os Vícios De Linguagem São Tão Ruins?

Tão importante quanto saber como conseguir a correção de vícios de linguagem é entender “por que” eles são tão ruins. Primeiro, entenda que as expressões não são “proibidas”. O que ocorre é que você deve evitar a repetição.

Os vícios comprometem a sua comunicação. Eles desviam a atenção do ouvinte e podem passar um ar de insegurança. Por exemplo, quando você finaliza todas as frases com “né?” ou “tá?”.

Isso prova que você não está seguro com o que está falando, e busca por uma confirmação, uma afirmação de quem está ouvindo. Se a ideia é passar uma ideia, debater um tema e defender uma opinião você não pode se valer desses artefatos.

Para finalizar, destacamos que não há necessidade de ter medo do silêncio. Uma das correções de vícios de linguagem é justamente aceitar que o silêncio pode ser um momento de reflexão.

Então, nada de usar coisas como “éééé” ou “hummmm” quando você estiver elaborando os pensamentos. Com essas dicas você já pode conquistar a correção de vícios de linguagem.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Lucivaldo Santos

Meu nome é Lucivaldo Santos, sou CEO do Grupo Cimas e especialista em comportamento humano.

Dou palestras faz muitos anos…LEIA MAIS »

Receba os artigos
por e-mail

Artigos recentes

Contato

Entre em contato conosco e envie suas sugestões, dúvidas ou reclamações.